EM CAMPOS VERDEJANTES


Refrigera a minha alma,
Com as tuas águas doces e frescas.
Leva-me a ribeiros tranquilos,
E junto deles faz-me descansar,
Ouvir somente o cantar das águas a correrem,
E eu deitada na relva verde,
Olho para os altos céus,
Lugar onde tu habitas.

Fala ao meu coração, ó Deus.
Traz-me a tua paz.
Abraça-me se possível,
E aconchega-me em teus braços.

Toma o meu fardo,
Socorre-me como sempre o fizeste,
E renova as minhas forças.
Mostra-me o que está errado,
O que devo banir do meu coração.
Endireita as minhas veredas,
E leva-me pelo teu santo caminho.

Alimenta a minha alma com a tua Palavra,
Ensina-me no intimo como Tu só sabes fazer,
Faz-me entender os segredos que ela contém,
Para que eu possa ser uma mulher sábia,
Uma mulher virtuosa,
Uma mulher segundo o coração do seu Deus.

Apaga as minhas iniquidades,
Afasta-as do teu olhar,
Para que por fim eu te possa contemplar.

Vem, Amado da minha alma,
Vem, para junto de mim,
E nestes pastos verdejantes,
Apascenta a minha alma.

Isabel Pereira

1 comentário:

Anónimo disse...

que texto abençoado...reflecte o que sinto!
Cátia Norinha

Filme Jesus

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites