CONFIA AS TUAS FERIDAS A DEUS

«E Jó, tomando um pedaço de telha para raspar com ele as feridas, assentou-se no meio da cinza» Jó 2.8


Quando ainda meditava neste versículo e no que anteriormente eu tinha escrito, algo mais despertou a minha atenção. O instrumento que Jó usou para raspar as suas feridas. Sabemos que aquilo que ele fazia era para limpar, mas bastante doloroso e não totalmente curativo.

Por vezes, parecemos com Jó, não falo das feridas físicas, mas aquelas que foram feitas na nossa alma ao longo dos tempos. Feridas que na verdade nunca sararam e ainda nos fazem chorar, feridas fechadas em falso mas que basta um toque nelas para doerem, e algumas são autênticas chagas que acorrentam a nossa alma de tal maneira que não somos livres para louvar ao Senhor, bem como a nossa conduta é influenciada por elas.

Querida amiga, se sabes que tens feridas por sarar, causadas por palavras que sobre ti lançaram, por gestos violentos, por desprezo e rejeição, pela culpa de alguma coisa que tu no passado fizeste, pela falta de perdão... sei lá, tanta coisa que pode originar feridas e que o tempo passa e elas em ti permanecem, então é hora de parares de pegar nos "cacos, no pedaço de telha", ou seja, de por ti mesma tentares sarar, limpar as feridas abertas na tua alma. Elas não sararão ao teu jeito, nem com métodos enganosos que o inimigo e por vezes nós mesmas pensamos que são eficazes.

Mas como Jó, deixa cair por terra esse "pedaço de telha" inutil e entrega as tuas dores, as tuas lágrimas nas mãos daquele que diz que é o Senhor que te sara.

Não carregues mais esse teu fardo ou esse jugo que te aprisiona, mas como dizia Isaías, que o óleo divino (a doce e poderosa presença do Espirito Santo) quebre esse jugo, e te possas levantar e viveres como uma mulher livre em Cristo.

Sim, em Cristo. Crê que as tuas feridas podem ser saradas, porque na cruz do calvário, em Jesus Cristo tudo foi consumado e no nome dele há poder eficaz e suficiente para seres curada, mesmo daquela chaga que carregas há muito tempo e que cada vez que olhas para ela, te parece impossível.

Deus te abençoe

Isabel Pereira

1 comentário:

sp disse...

Paz de Deus.

Quando a Isabel "autora do texto" me disse para vir ate ao Blog e ler não esperava encontrar o assunto que encontrei,imaginei algo mas não esperava isto e porque!
Eu explico por muitas situações que vêm até nossa vida tudo isto que fala o texto e muito mais acontece em nos voluntáriamente ou não há pessoas, situações que nos magoam ao ponto dos nos deixar grandes feridas em que muitas delas são tão grandes que nos levam ao desespero total ao ponto de pensar na hipotese de desistir da vida como aconteceu comigo ou então carregamos durante anos essas feridas e muitas vezes tentamos até mesmo enganar-nos a nós mesma fazendo força a pensar que a ferida já sarou é quando algo acontece e a ferida volta a se ver e a doer.
E este texto é uma descrição viva sem dúvida do que que carregamos sem ser preciso pois temos UM DEUS VIVO que deu o Seu Único Filho para morrer na Cruz pra levar sobre ELE todas estas coisas para que vivamos em pleno gozo na Sua Presença para O louvar livremente.
Façamos no dia de hoje uma nova alinça com DEUS lhe confiando as nossas feridas pois ELE tem todo o Poder pra as Sara.Amém
DEUS VOS ABENÇOE
ISABEL OBRIGADO POR TE DEIXARES USAR NAS MÃOS DE DEUS E QUE DEUS TE DÊ DA SUA UNÇÃO A CADA DIA.
BEIJOS

Filme Jesus

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites